Gordura Localizada é ruim e pode andar em companhia muito pior.

Home»Blog da Doc»Gordura Localizada é ruim e pode andar em companhia muito pior.

A gordura localizada é o acúmulo de tecido gorduroso em determinadas regiões do corpo. As partes mais suscetíveis a maior concentração de gordura são a região abdominal e as coxas.

Com a correria diária, pode acabar sendo incorporada uma dieta farta em alimentos processados, refinados e ricos em carboidratos ou excessiva em gorduras de qualidade ruim, sendo esse um fator para o desequilíbrio entre o consumo e o gasto de energia, bem como carência de nutrientes importantes e surgimento de doenças relacionadas.

Saliento que não estou aqui falando mal de gorduras, pelo contrário, elas são fundamentais e devem ser consumidas em boa quantidade e qualidade, como também não estou recomendando que cortem totalmente carboidratos, mas sim que reduzam o consumo excessivo pregado pela velha pirâmide ocidental, e que escolham os de melhor qualidade e menor carga glicêmica.

Eliminar, ou pelo menos reduzir bastante, os processados e refinados, escolhendo comida de verdade, já seria um ganho enorme!

A alimentação desequilibrada é fator fundamental no aparecimento de gordura localizada, ou seja, essa gordura pode ser um reflexo de que algo anda sendo feito de maneira incorreta no aspecto nutricional ou de fatores relacionados, como hormonais.

É preciso identificar se há acúmulo de gordura visceral concomitante, predispondo a diversas doenças, como as cardiovasculares, esteatose hepática, diabetes tipo 2 e até mesmo câncer.

Além de instruir o paciente sobre hábitos de vida saudáveis, como uma alimentação bem balanceada e variada, rica em fibras vegetais; atividade física; ingestão adequada de água e diversas outras orientações, bem como avaliação da necessidade de suplementação, um médico integrativo irá investigar se houve ou pode haver chance de comprometimento da saúde por um excesso de gordura corporal, mesmo em indivíduos aparentemente dentro do peso, incomodados apenas por uma barriguinha saliente, por exemplo. A bioimpedância ajudará muito nessa investigação.

Desta forma, mesmo muitas vezes parecendo ser um caso puramente estético, é recomendado acompanhamento de um médico especializado neste processo, que não pode se restringir à eliminação da gordura subcutânea, mas sim deve ser analisado como um todo, para evitar, ou pelo menos amenizar, possíveis danos futuros.

Por | 2017-04-11T00:25:37-03:00 11/04/2017|Blog da Doc|

Leave A Comment

Avada WordPress Theme
Open chat
Olá! Aqui é a Dra. Flavia Denigris, tire suas dúvidas e agende sua consulta.
Powered by