Low Carb – Como funciona?

Home»Blog da Doc»Low Carb – Como funciona?

A alimentação Low-Carb (LC) vem ganhando cada vez mais adeptos nos últimos anos, por demonstrar eficácia no controle do peso, saciedade e emagrecimento, bem como de diversas outras patologias modernas.

Apesar do grande consumo de gorduras boas na low-carb também chamada de low carb high fat (LCHF), ela tem demonstrado auxiliar mais no emagrecimento do que as dietas low-fat.

Um dos principais motivos das LC auxiliarem no emagrecimento é pelo fato de que, ao se reduzir o consumo de carboidratos, preferindo os com mais fibras, e de se ingerir maiores quantidades de proteínas e gorduras, as pessoas sentem maior saciedade, e isso contribui diretamente no controle do apetite, havendo uma diminuição no consumo de alimentos.

Outro ponto benéfico das dietas LC é a diminuição do nível de triglicerídeos do sangue, moléculas de gordura que indicam o risco de doenças cardiovasculares.

É notada também a melhora nos níveis de HDL – o colesterol “bom”, diminuindo o risco de doenças cardíacas.

A alimentação LC também reduz os níveis de glicose e insulina do sangue. Vale lembrar que a insulina é o nosso hormônio poupador de energia em forma de gordura corporal, favorecendo o ganho de peso, e que a diabetes tipo 2 pode ser prevenida e até mesmo evitada através desta alimentação.

A LC contribui também para combater a esteatose hepática (“gordura no fígado”) e a síndrome metabólica, uma condição diretamente ligada ao risco de diabetes e doenças cardíacas.

Uma alimentação low-carb pode trazer diversos benefícios e muitas vezes reduzir o uso de fármacos.

A base da LC seria a ingestão de proteínas, gorduras boas e carboidratos de baixo índice glicêmico em quantidade controlada, sempre preferindo alimentos naturais.

Importante: Ao se iniciar uma low carb, há de se considerar pontos como esses: Uma ingestão excessiva de proteínas reduz a longevidade e causa disbiose, uma ingestão diária acima de 50% de gorduras pode causar resistência à insulina, levando ao diabetes tipo 2, e o corte de carboidratos da dieta pode alterar a flora bacteriana intestinal e favorecer distúrbios relacionados. Percebe-se então, a importância da boa orientação profissional. ⠀
draflaviadenigrisConverse com seu médico antes de fazer qualquer mudança em seu estilo de vida ou alimentação.

Quer saber mais? Agende um horário pelo telefone (31) 3273-0544 ou ws (31) 99308-4151

Por | 2017-05-09T18:21:06-03:00 09/05/2017|Blog da Doc|

Leave A Comment

Avada WordPress Theme
Open chat
Olá! Aqui é a Dra. Flavia Denigris, tire suas dúvidas e agende sua consulta.
Powered by